SALA DE NOTÍCIAS

Educação aprova flexibilização de frequência escolar para alunos com deficiência

A Comissão de Educação aprovou projeto que flexibiliza a frequência mínima exigida na educação básica dos alunos com deficiência ou transtornos globais do desenvolvimento (PL nº 7682/17). Segundo a proposta, a flexibilização se dará a critério da escola.

Atualmente, na legislação, não há distinção em relação à frequência mínima obrigatória aplicada aos educandos com deficiência ou transtornos globais do desenvolvimento. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB - Lei 9.394/96) exige frequência mínima de 75% no ano letivo para aprovação nas séries da educação básica (ensino fundamental e médio).

O relator, deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG), apresentou parecer favorável ao texto. Barbosa apresentou emenda ao projeto para prever que a escola encontre formas alternativas de garantir as oportunidades de aprendizagem adequadas e suficientes para que esse aluno tenha garantido acesso pleno ao currículo escolar.

“Convém destacar que não se propõe dispensar a presença em sala de aula ou fazer concessões relativas à aprendizagem desse aluno que, em função de suas necessidades específicas, encontra dificuldades para cumprir a frequência mínima exigida na legislação”, afirmou o parlamentar.

Tramitação
O projeto, que tramita conclusivamente, ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara / Undime Nacional

https://tinyurl.com/y7bmgjau

Rua Alagoas, 730 Sala 18 Funcionários
Cep: 30.130-160 - BH - MG
Tel.: (31) 3342-1748
twitter youtube facebook flickr

FICHA DE CADASTRO

Entre em contato conosco através do número
(31) 3342-1748 ou envie a sua mensagem para o e-mail undimemg@undimemg.org.br, teremos o imenso prazer em utilizar sua observação para a melhoria dos nossos trabalhos ou mesmo sanar qualquer dúvida.


Cadastrar

LINKS ÚTEIS

CONTATO


Atenção ao preenchimento dos campos.

Hollo